A amizade

Era uma vez um homem pobre mas corajoso que se chamava Ali. Trabalhava para Ammar, um velho e rico comerciante.

Certa noite de inverno, disse Ammar: “ninguém pode passar uma noite assim no alto da montanha, sem cobertor e sem comida. Mas voce precisa de dinheiro, e se conseguir fazer isso, receberá uma grande recompensa. Se ní£o conseguir, trabalhará de graí§a por trinta dias”.

Ali respondeu: “amanhí£ cumprirei esta prova”.

Mas ao sair da loja, viu que realmente soprava um vento gelado, ficou com medo, e resolveu perguntar ao seu melhor amigo, Aydi, se ní£o era uma loucura fazer esta aposta.

Depois de refletir um pouco, Aydi respondeu: “vou lhe ajudar. Amanhí£, quando estiver no alto da montanha, olhe adiante. Eu estarei também no alto da montanha vizinha, passarei a noite inteira com uma fogueira acesa para voce. Olhe para o fogo, pense em nossa amizade, e isso o manterá aquecido. Vocíª vai conseguir, e depois eu lhe peí§o algo em troca.”

Ali venceu a prova, pegou o dinheiro, e foi até a casa do amigo: “voce me disse que queria um pagamento.”

Aydi respondeu: “sim, mas ní£o é em dinheiro. Prometa que, se em algum momento o vento frio passar por minha vida, acenderá para mim o fogo da amizade.”