20 SEC READ: The pencil ( ENG, PORT, ESP)

A boy was watching his grandmother write a letter. At one point he asked:
‘Are you writing a story about what we’ve done? Is it a story about me?’
His grandmother stopped writing her letter and said to her grandson:
I am writing about you, actually, but more important than the words is the pencil I’m using. I hope you will be like this pencil when you grow up.’

Intrigued, the boy looked at the pencil. It didn’t seem very special.
‘But it’s just like any other pencil I’ve ever seen!’

‘That depends on how you look at things. It has five qualities which, if you manage to hang on them, will make you a person who is always at peace with the world.’

‘First quality: you are capable of great things, but you must never forget that there is a hand guiding your steps. We call that hand God, and He always guides us according to His will.’
‘Second quality: now and then, I have to stop writing and use a sharpner. That makes the pencil suffer a little, but afterwards, he’s much sharper. So you, too, must learn to bear certain pains and sorrows, because they will make you a better person.
‘Third quality: the pencil always allows us to use an eraser to rub out any mistakes. This means that correcting something we did is not necessarily a bad thing; it helps to keep us on the road to justice.’
‘Fourth quality: what really matters in a pencil is not its wooden exterior, but the graphite inside. So always pay attention to what is happening inside you.’
‘Finally, the pencil’s fifth quality: it always leaves a mark. in just the same way, you should know that everything you do in life will leave a mark, so try to be conscious of that in your every action’

source: “Like the Flowing River“ by Paulo Coelho


A história do lápis

O menino olhava a avó escrevendo uma carta. A certa altura, perguntou:
– Vocíª está escrevendo uma história que aconteceu conosco? E por acaso, é uma história sobre mim?

A avó parou a carta, sorriu, e comentou com o neto:
– Estou escrevendo sobre vocíª, é verdade.Entretanto, mais importante do que as palavras, é o lápis que estou usando. Gostaria que vocíª fosse como ele, quando crescesse.

O menino olhou para o lápis, intrigado, e ní£o viu nada de especial.

– Mas ele é igual a todos os lápis que vi em minha vida!
-Tudo depende do modo como vocíª olha as coisas. Há cinco qualidades nele que, se vocíª conseguir mantíª-las, será sempre uma pessoa em paz com o mundo:

“Primeira qualidade: vocíª pode fazer grandes coisas, mas ní£o deve esquecer nunca que existe uma Mí£o que guia seus passos. Esta mí£o nós chamamos de Deus, e Ele deve sempre conduzi-lo em direí§í£o í  Sua vontade.
“Segunda qualidade: de vez em quando eu preciso parar o que estou escrevendo, e usar o apontador. Isso faz com que o lápis sofra um pouco, mas no final, ele está mais afiado. Portanto, saiba suportar algumas dores, porque elas o farí£o ser uma pessoa melhor.
“Terceira qualidade: o lápis sempre permite que usemos uma borracha para apagar aquilo que estava errado. Entenda que corrigir uma coisa que fizemos ní£o é, necessariamente algo mau, mas algo importante para nos manter no caminho da justií§a.
“Quarta qualidade: o que realmente importa no lápis ní£o é a madeira ou sua forma exterior, mas o grafite que está dentro. Portanto, sempre cuide daquilo que acontece dentro de vocíª.
“Finalmente, a quinta qualidade do lápis: ele sempre deixa uma marca. Da mesma maneira, saiba que tudo que vocíª fizer na vida, irá deixar traí§os, e procure ser consciente de cada aí§í£o”.

fonte: Ser como um rio que flui, Paulo Coelho


La historia del lapiz

(gracias a la persona que hizo este clip)

trecho del libro “Ser como un rio que fluye”