#somostodosmacacos

(abaixo a análise feita pela Loducca a respeito da hashtag. Uma análise pertinente e lúcida)

Como toda manifestaí§í£o, o #somostodosmacacos – mesmo atingindo dimensí£o mundial e provocando uma discussí£o honesta sobre um tema, infelizmente, mais atual do que gostarí­amos – gerou algumas dúvidas sobre ele mesmo, sobre a forma e também sobre a participaí§í£o de uma empresa de comunicaí§í£o nele, nós. Por isso, estamos nos manifestando oficialmente sobre cada um dos principais temas levantados, alguns bastante pertinentes, outros, nem tanto ao nosso ver. Felizmente a maioria compreendeu a importí¢ncia e soube ver a maneira irí´nica e icí´nica (banana) que foi usada e, por isso mesmo, fez sucesso tí£o rápida e espontaneamente.

Como nasceu o #somostodosmacacos. Fatos.

Segundo o Daniel Alves em entrevista para a revista Placar após o incidente no jogo de 29/3, no jogo contra o Espanyol, onde alguns “torcedores” jogaram bananas no campo para os jogadores brasileiros do Barcelona, mas que tanto o Neymar Jr. quanto o Daniel Alves, ní£o viram na hora só tendo conhecimento do que aconteceu, mais tarde, pela imprensa. Quando souberam, ainda segundo Daniel Alves, Neymar teria comentado em tom de brincadeira que, “se tivesse visto a banana, teria comido”. Na volta para Barcelona, depois da derrota para o Granada, torcedores imitaram macacos quando Neymar Jr. estava chegando ao Camp Nou. Nesse momento, Neymar Jr., sabendo da responsabilidade mundial que tem, quis se manifestar contra o racismo e nos pediu, junto com Sr. Neymar e Eduardo Musa, que pensássemos em algo que pudesse ser feito nas redes sociais.
Por que nós? Há anos a Loducca orienta parte das aí§íµes de comunicaí§í£o do Neymar Jr., do Instituto etc. O natural seria conversar conosco.
Nos pareceu (e ainda nos parece) que fazer algo bem-humorado, irí´nico e que ridicularizasse as atitudes racistas teria maior capacidade de levantar a discussí£o, seria mais eficiente em tocar o coraí§í£o das pessoas do que algo que reclamasse, chorasse ou ficasse tentando reforí§ar um papel de ví­tima (caminhos que já foram seguidos em momentos diferentes, tíªm seus méritos, mas que ní£o tiveram a mesma repercussí£o). Ainda mais para uma pessoa com a personalidade alegre, brilhante e divertida como a do Neymar Jr. Tinha que ser algo como ele.
O que fizemos?
Criamos a hashtag “somos todos macacos” e a ideia de “mandar uma banana” para todos os racistas através de uma foto do Neymar comendo uma banana. E também um ví­deo onde explicamos a manifestaí§í£o do Neymar Jr.
Entí£o aconteceu de jogarem a banana para o Daniel Alves no jogo do Barcelona contra o Villareal, dia 27/4 , que imediatamente ” traí§ou a banana”.
Poucos devem duvidar que era o momento correto para iniciarmos o movimento que o Neymar Jr. queria, independentemente de ter acontecido com ele ou com o Daniel Alves.
Imediatamente Neymar Jr., que estava com seu filho naquele momento, bateu a foto (a que ficou conhecida mundialmente) e postou no twitter . Logo após o ví­deo.
Qual seria o erro do Neymar Jr. fazer uma manifestaí§í£o pública pensada e de maneira profissional? Ainda ní£o conseguimos descobrir.
Saber colocar um pensamento, uma ideia, no momento mais adequado e propí­cio para que ele tenha um impacto maior e melhor é oportunismo? Desde quando?

#somostodosmacacos é racista

Colocado como foi, ironicamente, na situaí§í£o (logo após a maravilhosa atitude do Daniel Alves), a hashtag, mais a imagem de Neymar com seu filho, ní£o chama os negros de macacos, mas LEMBRA OU ALERTA AOS BRANCOS que somos todos iguais, vindos “do mesmo macaco”. Este é um fato cientí­fico provado e comprovado (salvo alguns fanáticos que ainda questionam Darwin), ní£o uma opinií£o. Achamos que isso fica bastante claro no post do Neymar Jr. com o seu filho e no ví­deo que fizemos para esclarecer as motivaí§íµes e intení§íµes do movimento. Achamos 100% válido quem questiona se a hashtag do movimento é a melhor ou ní£o para alertar as pessoas contra o racismo (alguns acham que deveria ser #somostodoshumanos). Respeitamos e estamos abertos a discutir, ouvir e aprender. Mas nos parece desinformaí§í£o, má-fé ou algo pior quando alguns querem tentar dizer que estamos chamando exclusivamente os negros de macacos: somos todos macacos!

Se tem agíªncia de propaganda, ní£o deve ser coisa boa, ní£o vale.

O que é isso além de puro preconceito? O que é isso além de “atirar” bananas nos profissionais de comunicaí§í£o, em sua esmagadora maioria sí£o sérios, engajados pessoal ou profissionalmente em causas importantes. Engenheiros, médicos, jornalistas, TODOS podem querer usar seu expertise por um mundo melhor, menos os publicitários?! Faz sentido isso?

A agíªncia se aproveitou para aparecer ou, ao contrário, estava escondendo que tinha participaí§í£o

A agíªncia ní£o tinha nenhuma intení§í£o de assumir a paternidade da aí§í£o, já que a causa era é infinitamente maior do que isso. E também ní£o tivemos nenhuma restrií§í£o em assumir nossa participaí§í£o quando o repórter do Meio & Mensagem nos procurou dizendo que tinha informaí§íµes de que nós haví­amos participado. Ní£o havia do que se aproveitar, nem a esconder.

Celso Loducca