Archives for July 2017

Onze Minutos (resumo)

Quando estamos entre quatro paredes, terminamos por nos descobrir como animais assustados, inseguros, frágeis. O que deveria ser um momento mágico se transforma em um ato de culpa, de achar-se sempre aquém das expectativas dos outros. Esquecemos que esta é uma das poucas situações na vida em que a palavra ‘expectativa’ precisa ser banida por completo. O encontro físico de dois corpos é mais que uma simples resposta a certos estímulos carnais ou ao instinto de perpetuação da espécie. Na verdade, ele carrega consigo toda a carga cultural da humanidade.” – Paulo Coelho 

 

Em Onze minutos, Paulo Coelho explora o tema do sexo e cria um conto de fadas moderno, melancólico e sensual, que narra a transformação de uma mulher em busca de si mesma. Maria, uma jovem nordestina desiludida com o amor, sai de casa à procura de aventura e paixões, e é na Suíça, como prostituta, que encontra as respostas para suas perguntas mais profundas. Baseado em fatos reais, o romance parte da banalização do amor e do sexo para nos fazer refletir sobre a natureza humana e a liberdade de sermos nós mesmos.

****

Nascida no interior do Nordeste, Maria aprendeu cedo que o amor só causa dor e sofrimento. Aos 19 anos, já tendo perdido a inocência e se tornado manipuladora e cínica, ela decide realizar o sonho de conhecer o Rio de Janeiro e parte numa aventura solitária.

Depois de aceitar o convite de um empresário suíço para ser a estrela de sua boate em Genebra, ela sai do país acreditando que deixará para trás aquela vida triste e monótona.

Só que as coisas não acontecem como Maria esperava e ela se depara com uma escolha que definirá o resto de sua vida: lamentar a má sorte ou seguir em frente, de cabeça erguida, vendendo o único bem que possui – seu corpo.

Para sua surpresa, Maria se descobre fascinada pelo submundo do sexo. Com um misto de medo, curiosidade e desejo, ela se aprofunda cada vez mais na arte da sedução e passa a ver sua vida como um jogo em que ela dita as regras e sempre sai ganhando. Mas todos os seus planos e crenças sobre o amor são desafiados por uma relação intensa com um pintor misterioso, com quem aprende que o prazer físico é apenas um coadjuvante na comunhão entre duas almas.

Vacations

Begona Miguel of the Huelgas Monastery says: “San Juan de La Cruz teaches us that silence has its own music; it is silence that enables us to see ourselves and the things around us.

“I would like to add that there are words that can only be said in silence, odd as that may seem. To compose their symphonies, the great geniuses needed silence – and they managed to transform this into divine sounds. Philosophers and scientists need silence.”

“In the monastery, at night we practice what we call the ‘Great Silence’. In the absence of talk we can understand what lies beyond.”

Therefore, it is time for me to enjoy the silence. This blog takes a vacation, returning by the end of August, when I will continue helping the release of my new book

You are always welcome to browse the ARCHIVES below

Enjoy your summer.
Love
Paulo