Aleph: comentários/comments

This space is moderated, but not censored. You can post your comments in any language. To read the comments in a different language, please click on the flag on your right (sidebar)

Aleph ( Anahi)

Onde está Hilal?


cortesia de Airton Krauniski

O Aleph conta a história real de minha viagem em 2006, em busca de um reino espiritual que já ní£o conseguia mais reconhecer.

Entretanto, o personagem mais importante da história, que me conduziu de novo a este reino, ní£o foi um mestre ou um grande sábio, mas uma menina de 21 anos que me acompanhou na ferrovia Transiberiana, de Moscou a Vladivostok. No fundo, o livro é a história de nosso encontro de de todas as consequíªncias que isso provocou na minha vida e da vida de Hilal (nome da moí§a).

No video feito por Airton Krauniski, ela aparece em determinado momento, por dois segundos.
Isso me fez pensar em um desafio aos leitores.

Aqui vai o regulamento:
a] O(A) vencedor(a) irá receber uma caneta Montegrappa. Por ser feita manualmente por artesí£os, seu valor aproximado é de USD 3.000. Claro que as despesas de alfí¢ndega correrí£o por conta do ganhador
b] como imagino que terei mais de um acertador, será necessário um sorteio. Para isso, usarei uma ferramenta que existe na internet, e que já utilizei antes.
c] recebo as respostas até a manhí£ de 9 de agosto ( 12:00 Brasilia), Na parte da tarde, publico o nome do(a) ganhador(a)
d] clique em COMMENTS abaixo para colocar sua resposta

As perguntas:
a] quem é Hilal? Em que minuto e segundo do video ela aparece?
b] qual o nome do chiníªs que serviu de interprete durante minha viagem pela Transiberiana?
c] que arte marcial eu aprendi, e utilizo bastante durante a viagem?

A lindí­ssima música foi feita por Anahi, uma querida amiga, uma grande cantora.

Cliquem nesta linha para ver os comentários de leitores sobre o livro

UPDATE: O PREMIO FOI ENTREGUE, OS COMENTíRIOS ENCERRADOS. CLICK EM COMMENTS PARA VER FOTO DO GANHADOR.

“O Aleph”: vidas passadas

A vida acaba com a morte? Passamos para um outro plano? Voltamos de novo ao planeta Terra? Em meu novo livro, “O Aleph”, descrevo minha experiíªncia pessoal a respeito de um assunto muito delicado: reencarnaí§í£o.
Em primeiro lugar, precisamos deixar de lado a idéia de que o tempo pode ser medido: ní£o pode. Criamos uma convení§í£o que é absolutamente necessária para que a sociedade funcione – caso contrário jamais chegariamos a tempo de pegar um trem ou o bolo terminaria queimando no fogí£o.
Também somos obrigados a criar uma realidade visí­vel em torno de nós, ou a raí§a humana jamais teria sobrevivido aos predadores. Inventamos algo chamado “memória”, como existe em um computador. A memória serve para nos proteger do perigo, permitir que possamos viver em sociedade, encontrar alimento, crescer, transferir para a próxima geraí§í£o tudo que aprendemos.
Mas ní£o é a vida em si.

Folha Online: um bom resumo do livro >>> “Peregrinaí§í£o por tres continentes”

Primeiro Capitulo “O Aleph”

Comentários de leitores sobre o livro: AQUI

Abaixo, uma conversa sobre reencarnaí§í£o, que tive com meus leitores uma semana antes do laní§amento de O Aleph. Na ocasií£o sorteei um livro entre os 20 selecionados por ordem de envio das perguntas. Tive mais de 300 perguntas a respeito

Muito obrigado

Paulo

“O Aleph” antes do resto do mundo

UPDATE: NO DA 19 DE JULHO O LIVRO Jí CHEGOU í€S MíƒOS DOS COMPRADORES (ASSIM ESPERO!!!)
ALGUNS ENVIARAM FOTOS, COMO ESSA AQUI
Se vocíª pediu e ní£o recebeu, coloque seu email nos comentarios abaixo, e eu passo para a editora

Em uma decisí£o inédita, a Editora Sextante resolveu antecipar em uma semana a entrega do livro para os meus leitores nas comunidades sociais do Facebook, Orkut e Twitter. Clicando no link da Saraiva (abaixo), voces receberí£o “O Aleph ” pelo correiro no dia 22 de julho.
Para isso é necessário que o pedido seja feito até o dia 16 de julho
Assim, quando o livro for oficialmente distribuí­do em todo o paí­s, voces já tiveram sete dias para ler e comentar livremente o que pensam do novo tí­tulo.
Leia “O Aleph” antes que o livro seja distribuí­do nas livrarias, clicando AQUI