A verdadeira importí¢ncia


Illustration by Ken Crane

Jean passeava com seu aví´ por uma praí§a de Paris.
A determinada altura viu um sapateiro sendo destratado por um cliente, cujo calí§ado apresentava um defeito.
O sapateiro escutou calmamente a reclamaí§í£o, pediu desculpas, e prometeu refazer o erro.

Pararam para tomar um café num bistrí´.
Na mesa ao lado, o garí§om pediu a um homem que movesse um pouco a cadeira, para abrir espaí§o.
O homem irrompeu numa torrente de reclamaí§íµes, e negou-se.

“Nunca esqueí§a o que viu”, disse o aví´ para Jean.
“O sapateiro aceitou uma reclamaí§í£o, enquanto este homem a nosso lado ní£o quis mover-se.

“Os homens úteis, quando recebem crí­ticas, ní£o se incomodam. Mas os inúteis sempre se julgam importantes, e escondem toda a sua incompetíªncia atrás da autoridade.”