Quando envelhecer vou usar púrpura


poema de Jenny Joseph

Quando envelhecer vou usar púrpura com
chapéu vermelho, que ní£o combina
nem fica bem em mim.

Vou gastar a pensí£o em uí­sque e luvas de verí£o
e sandálias de cetim – e dizer que ní£o temos
dinheiro para a manteiga.

Vou sentar na calí§ada quando me cansar e devorar
as ofertas do supermercado, tocar as campainhas
e passar a bengala nas grades das praí§as
e compensar toda a sobriedade da
minha juventude.

Vou andar na chuva de chinelos, apanhar flores
no jardim dos outros e aprender a cuspir.

Vou usar camisas berrantes e engordar,
comer um quilo de salsichas de uma vez
ou só pí£o com picles a semana inteira
e juntar canetas e lápis e bolachas de cerveja e coisas em caixinhas.

Mas agora temos que usar roupas que nos deixem secos, pagar aluguel,
ní£o dizer palavrí£o na rua e ser bom exemplo
para as crianí§as.

Temos de ler o jornal
e convidar amigos para jantar.

Mas quem sabe eu devia comeí§ar já?
Assim os outros ní£o ví£o ficar chocados demais
quando de repente eu ficar velha
e comeí§ar a usar vestido púrpura.